Biografia

bio1

Manuel Augusto da Silva Carvalho, um dos mais conhecidos clarinetistas da sua geração, nasceu em Ovar.

Iniciou os estudos musicais aos 8 anos com seu pai, Fausto Carvalho.

Curso de Clarinete no Conservatório Nacional de Lisboa (classe de Vladimir Stoyanov, Jaime Carriço e Rui Martins).

Curso Superior de Clarinete na Escola Superior de Música, Artes e Espectáculo, do Instituto Politécnico do Porto.

Bacharel (classe de António Saiote, Luís Silva e Carlos Alves), pela ESMAE, em Clarinete.

Licenciado (classe de António Saiote), pela ESMAE, em Clarinete. Monografia: “O Quinteto K. 581 para Clarinete e Cordas de Mozart”

Mestre em Música, Área de Performance Investigação em Clarinete, sob orientação do clarinetista Alain Damiens, pela Universidade de Aveiro, com a Tese de Mestrado: “A ópera como paradigma no Grande Duo Concertante de Weber”. (Primeiro a ser formado em Portugal na especialidade de Performance no instrumento Clarinete).

Mestre em Música para o Ensino Vocacional pela Universidade de Aveiro.

Mestre em Ensino da Música, com profissionalização para o ensino, pela Universidade de Aveiro, com a Tese de Mestrado: “Manifesto doutrinário e explorativo para o estudo do Clarinete”.

Curso de Especialização do Mestrado em Música para o Ensino Vocacional.

Curso de Especialização do Mestrado em Ensino da Música.

Aperfeiçoou-se e complementou a sua formação com alguns dos mais conceituados clarinetistas mundiais, em Seminários, Cursos Livres e Master Classes de Clarinete, na Escola Superior de Música do Porto, no Conservatório Regional de Setúbal, no Conservatório Nacional de Lisboa, no Conservatório do Porto e na Universidade de Aveiro, com António Saiote, Alain Damiens, Guy Deplus, Gregory Smith, Howard Klug, Henri Bok, Kalio Miulberg, Luís Silva, Manuel Jerónimo, Michel Arrignon, Paul Meyer, Philippe Cuper e Walter Boeykens.

Aprofundou conhecimentos sobre Anatomia e Fisiologia da Respiração para cantores e instrumentistas, e sobre a Ansiedade na Performance, com o Professor Doutor Diogo Pais (docente da Faculdade de Ciências Médicas da Universidade Nova de Lisboa), sobre respiração diafragmática com Hugues Kestman (ESMAE) e sobre as especificidades na escolha, tratamento e conservação de palhetas e boquilhas, com Jean Paul Gauvin (Vandoren).
Curso Livre de Música Electrónica com Eduardo Patriarca e de Direcção de Banda com Jacinto Montezo.

Actuou, como solista, na Orquestra Ligeira do Exército, Banda de Música da ex-Guarda Fiscal e da Guarda Nacional Republicana, Orquestras do Conservatório Nacional e de Fornos, da ESMAE, do Concelho da Feira e Ensemble de Clarinetes Ad Libitum e colabora com diferentes agrupamentos de Música de Câmara, Orquestras, Bandas militares e filarmónicas, como instrumentista ou maestro.

Membro fundador da Orquestra Invicta, sob a direcção de António Saiote, bem como de várias formações Camerísticas.

Membro 64331 do ICA (International Clarinet Association) e da APC (Associação Portuguesa do Clarinete)

Durante a sua carreira académica e profissional, interpretou em público grande parte do repertório escrito para Clarinete, acompanhado por Orquestra, Banda Militar, por Piano, em ensembles de Música de Câmara, ou a Solo, nos mais importantes palcos e salas de concerto do País, onde se destacam, a título de exemplo, actuações em Lisboa, nos Teatros de S. Carlos, Trindade e S. Luís, nos Coliseus de Lisboa e Porto, Casinos da Figueira da Foz, Espinho e Póvoa do Varzim, Concertos em Igrejas, Convento dos Lóios, Europarque em Santa Maria da Feira, Claustros do Mosteiro de S. Bento da Vitória, Fórum da Maia, Café Concerto da ESMAE, Casa Jardim, Aula Magna da UTAD, Fundações Engenheiro António de Almeida e Cupertino de Miranda, Casa do Médico, Museu do Carro Eléctrico, Auditório Municipal e Centro Cultural das Velas (São Jorge, Açores) e em Ovar no Centro de Arte.

Actuou também na Universidade de Aveiro, Escola Superior de Música, Artes e Espectáculo do Porto, bem como noutros estabelecimentos de ensino superior, auditórios públicos, juntas de freguesia e bibliotecas dispersas por vários pontos do País, bem como nos Auditórios dos Conservatórios Nacional de Lisboa, do Porto, de Coimbra, de Fornos e Calouste Gulbenkian de Aveiro, bem como nas Academias de Almada, de Castelo Branco, Espinho, Castelo de Paiva, Santa Maria da Feira, Paços de Brandão e Ovar.
Gravou a solo e em inúmeros Recitais públicos, bem como para a RTP (programas “Praça da Alegria”, com a Orquestra Salão Jardim do Coliseu do Porto e “Fórum Musical”), bem como para a RDP. Com a Orquestra Invicta, participou em gravações com os cantores Carlos Guilherme para a RTP e Maria Ana Dom (gravação de CD). Gravou com Orquestra, Bandas militares e civis e em variadíssimas constituições de Música de Câmara.

Como Maestro, dirigiu a Banda Velha Sanjoanense, Banda de Mateus, Banda da Academia Musical Azaredense, Orquestra Clássica do Conservatório de Música de Fornos e Orquestra de Clarinetes, bem como a Banda Marcial da GNR.
Exerceu actividade docente como Professor de Clarinete na Escola de Música do Grupo Musical Estrela de Argoncilhe e no Conservatório de Música de Coimbra. Foi Professor de Clarinete, Música de Câmara e Classe de Conjunto nas Academias de Música de Sta Maria da Feira e do Orfeão de Ovar, bem como no Conservatório de Música de Fornos, no qual criou a Classe de Clarinete, bem como a Orquestra de Clarinetes. Foi também Professor Orientador Cooperante de Clarinete, no Estágio Pedagógico das Licenciaturas e Mestrados em Ensino de Música da Universidade de Aveiro.

Exerceu funções de Direcção Pedagógica e Delegado Coordenador de instrumentos de sopro, respectivamente no Conservatório de Música de Fornos e na Academia de Música de Sta Maria da Feira.

Exerce actividade docente, de direcção e de concertista. É consultor artístico residente, juntamente com António Saiote, Hugues Kestman e Kevin Wauldron, nos Festivais Filarmonia ao Mais Alto Nível, no Europarque, em Sta Maria da Feira. É convidado para orador em palestras e a escrever artigos específicos, sobre música, posteriormente publicados em revistas da especialidade portuguesas e estrangeiras, ou em trabalhos académicos, alguns no Ensino Superior. É convidado, também, para júri, avaliando o Samba Enredo no Carnaval de Ovar, cidade onde fez parte da Comissão de Honra do Bicentenário da Banda Filarmónica Ovarense.

Como solista e maestro, apresenta-se regularmente com, Orquestra e em várias formações de Música de Câmara. Internacionalmente desenvolve actividade concertista, participando em recitais e concertos, nomeadamente em Espanha e França.

Nos últimos cinco anos destacam-se a participação em 2011, como concertista e artista convidado pela Selmer, em Recital com a pianista Cristina Esclapez, no V Congresso Nacional de Espanha e no II Congresso Europeu do Clarinete, em Madrid, partilhando palco com alguns dos melhores clarinetistas mundiais, bem como a participação em 25 de julho de 2015, como concertista e a solo, no Congresso Mundial do Clarinete (ClarinetFest 2015), a convite da Selmer – Paris e do ICA (International Clarinet Association, EUA), no evento maior e mais importante para o clarinete e clarinetistas de todo o mundo.

Escreveu e editou, com a impressão patrocinada pela Yamaha Music Europe GmbH Ibérica, o Manual de Clarinete, pioneiro em Portugal e em língua portuguesa: “Manifesto doutrinário e explorativo para o estudo do Clarinete”.

Toca com clarinetes Selmer “Privilege” e usa palhetas e boquilhas “Rico Reserve” e “Focus” da Selmer. Luthiers: (Selmer)PuntoRep, em Ávila, Espanha e Paulo Rodrigues, em Portugal.